Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-05-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 20-10-2010

    SECÇÃO: Desporto


    FUTEBOL

    Ânimos exaltados no derby!

    Foto MANUEL VALDREZ
    Foto MANUEL VALDREZ
    Boa casa no Estádio de Sonhos na tarde de 17 de Outubro último para assistir ao primeiro derby concelhio entre duas equipas com o mesmo número de pontos (12) na tabela classificativa na entrada para a ronda número oito da Série 2 do Campeonato Distrital da 1ª Divisão da Associação de Futebol do Porto.

    Começaram melhor os visitantes que em várias ocasiões conseguiram levar a bola até à baliza defendida por Henrique, no entanto, sem grandes consequências. Reagiu o Ermesinde por intermédio de Leça que, aos 23 minutos, num remate cruzado fez a bola passar muito perto do poste, criando o primeiro lance de perigo iminente. O mesmo jogador, 10 minutos depois, fez um cruzamento milimétrico para a cabeça de Guedes que não teve dificuldades em inaugurar o marcador.

    Até ao intervalo os homens de verde-e-branco, animados pelo golo, voltariam à carga, contudo a defesa do Sobrado conseguiria sempre evitar males maiores. Resultado justo ao intervalo com a equipa da casa a mostrar vontade e querer.

    Ao intervalo, ambos os treinadores mexeram nos respectivos “onzes”, mas o protagonista da segunda parte foi mesmo o árbitro que mal, a nosso ver, anulou um golo a Paulo, aos 51 minutos, por indicação do auxiliar, que ajuizou o facto de a bola tinha entrado na baliza pela parte lateral. Dando o dito por não dito o árbitro incendiou o ambiente no estádio e houve até jogadores do Ermesinde a serem puxados pelos colegas de forma a todos manterem a calma no relvado.

    Com a confusão instalada em campo, e sem o juiz conseguir manter a ordem, as faltas sucederam-se e o futebol perdeu muita da qualidade evidenciada na primeira parte.

    Quem aproveitou os nervos dos homens da casa foi a equipa de Sobrado que acabou por fazer o empate aos 62 minutos através de Marrafeiro. Apareceu isolado frente a Henrique e com muita calma encostou a bola ao poste esquerdo, fazendo desta forma o empate.

    A equipa anfitriã tentou reagir mas jogava-se mais com o coração do que com a cabeça, e pouco perigo chegava à baliza contrária. Os jogadores de Sobrado iam fazendo o seu jogo, tentando adormecer o Ermesinde e até ao final apenas é digna de destaque uma jogada entre Paulo e Hélder Borges, com este último a rematar ao lado.

    Após o apito final, os adeptos do Sobrado festejaram o empate como se da vitória se tratasse, e mais uma vez, se instalou a confusão à volta do árbitro, no entanto sem consequências graves. A arbitragem esteve bastante irregular.

    Nota: Todos os resultados e classificações podem ser consultados na nossa edição on-line.

    Por: Luís Dias

     

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.