Subscrever RSS Subscrever RSS
Edição de 31-05-2019
  • Edição Actual
  • Jornal Online

    Arquivo: Edição de 31-10-2018

    SECÇÃO: História


    foto

    Recordando os Mortos da Guerra do Ultramar - Mais vítimas mortais do Concelho Valonguense

    Depois de na última edição nos termos referido particularmente aos 18 mortos ligados a Ermesinde, que foram vítimas das Guerras do Ultramar, entre 1961 (início em Angola, e, um pouco mais tarde, também na Guiné e em Moçambique) e o seu términus, já depois do triunfo da Revolução do “25 de Abril de 1974”, vamos hoje, e na próxima edição, fazer referência mais particularizada às restantes vítimas mortais do município valonguense. Trataremos hoje dos combatentes de Alfena e de Campo que morreram nesta Guerra, ficando para o próximo número os de Valongo e de Sobrado.

    Antes, porém, permitam-nos que façamos uma alusão mais pormenorizada ao monumento evocativo da memória dos combatentes do município de Valongo que morreram na Guerra Colonial e que foi inaugurado, em Ermesinde, no dia 30 de maio de 2009. Trata-se de uma iniciativa da Associação Portuguesa dos Veteranos de Guerra e obra da Câmara Municipal de Valongo (no tempo em que era seu presidente Fernando Melo, também ele um ex-combatente). Na mesma altura da inauguração, mais concretamente, entre os dias 23 e 30 de maio, decorreu uma Exposição Fotográfica no Fórum Cultural de Ermesinde, tendo encerrado, no último dia, com uma Conferência sobre o tema da Guerra Colonial.

    Na altura, o nosso jornal deu a notícia que aqui se transcreve: «Foi inaugurado, no passado dia 30 de Maio, na Rua José Joaquim Ribeiro Teles, em Ermesinde, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Valongo, Fernando Melo e o presidente da Associação Portuguesa dos Veteranos de Guerra, Augusto Freitas, o elemento escultórico de homenagem aos soldados falecidos na guerra colonial. Na mesma data teve lugar um colóquio, realizado no Fórum Cultural de Ermesinde, promovido pelos Veteranos de Guerra. No seu decurso, Augusto Freitas, que na sua intervenção pretendeu honrar os soldados então mobilizados para a guerra pelo regime, teve pelo menos uma afirmação que suscitou polémica ao considerar «cobardes» os então desertores da guerra colonial, considerando ainda que traíram a Pátria. Antes tinha tido lugar a já habitual missa e romagem ao cemitério de Ermesinde em honra dos soldados caídos nas ex-colónias».

    PORMENOR DO MONUMENTO DE ERMESINDE QUE PRESTA HOMENAGEM AOS SOLDADOS DO MUNICÍPIO DE VALONGO FALECIDOS NA GUERRA COLONIAL
    PORMENOR DO MONUMENTO DE ERMESINDE QUE PRESTA HOMENAGEM AOS SOLDADOS DO MUNICÍPIO DE VALONGO FALECIDOS NA GUERRA COLONIAL

    Os nomes e restantes dados que constam neste monumento são os seguintes:

    António Ferreira da Rosa Caseiro / CArt642/BArt 645 - Faleceu a 06.06.1964 - Sobrado

    António Ferreira da Silva e Sousa / Ccac 189/BCac 186 - Faleceu a 17.11.1962 - Ermesinde

    António Moreira Queirós / Faleceu a 04. 10. 1972 - Ermesinde

    António Vieira Gomes / Faleceu a 02.07.1974 - Ermesinde

    Augusto Oliveira Carvalho / Cart2734 - Faleceu a 12.10.1970 – Valongo

    Bernardo Moreira de Castro Neves / 1.ª/B Cac 4512/72 - Faleceu a 09.05.1973 - Valongo

    Cosme de Sousa Pinto / PelInt1224 - Faleceu a 20.06.1968 - Valongo

    David Martins Machado / Ccac 2545/BCac 2878 Faleceu a 10.11.1969 - Alfena

    Diamantino Carneiro Maia / Bcac3848 (CCS) - Faleceu a 13.07.1972 - Alfena

    Diamantino dos Santos Meireles / Bcac 2877/Comp 2542 - Faleceu a 20.10.1970 - Sobrado

    Domingos Moreira Martins / BAC - Faleceu a 02.11.1968 - Ermesinde

    Eduardo Campos Ferreira / Faleceu a 07.11.1972 - Ermesinde

    Francisco Luís Pompeu / Faleceu a 21.12.1974 - Ermesinde

    Francisco da Silva Oliveira / CCAv 2540/B Cav2876 - Faleceu a 24.02.1971 - Ermesinde

    Idalino Ribeiro Carneiro / Ccac2730 - Faleceu a 21.07.1971 - Ermesinde

    Ilídio Oliveira Santos / CArt1646/BArt1904 - Faleceu a 30.07.1968 - Ermesinde

    João Eduardo Neves Camões / CArt3501/BArte3876 - Faleceu a 06.08.1973 - Valongo

    João Lino da Costa Marques / CCac409/BCac 441- Faleceu a 16.05.1963 - Ermesinde

    João Lino Ferreira Rodrigues / Bcmds (CCS) – Faleceu a 01.01.1970 - Valongo

    Joaquim Augusto Dias Ferreira e Silva / Ab5 (Esq503) – Faleceu a 23.04.1972 - Ermesinde

    Joaquim Ferreira Lima / Pel Mort 1034/CArt 1453 - Faleceu a 23.01.1967 - Campo

    Joaquim Pires Moreira / Bart1869 (CCS) - Faleceu a 18.01.1966 - Ermesinde

    José Fernando Ferreira Rocha / CArt3540/BArt3881 - Faleceu a 06.05.1974 - Sobrado

    José Francisco Fernandes de Sousa / CCac 2607/BCac2889 - Faleceu a 13.09.1970 - Sobrado

    José Neves Pereira / CCac 1780 / BCac 1929 -Faleceu a 06.03.1968 - Valongo

    Manuel de Almeida Nunes / CCac285/B Cac 280 - Faleceu a 20.06.1962 - Campo

    Manuel Joaquim Ferreira Oliveira / PelDaimler 834 - Faleceu a 27.12.1965 – Ermesinde

    Manuel Martins Gaspar / CCmds2044/73 - Faleceu a 08.03.1974 - Sobrado

    Trocato Plácido Coelho / Faleceu a 17.12.1967 – Ermesinde

    Vitor Manuel da Silva de Sá Lopes / Cart3567 – Faleceu a 21.05.1973 – Ermesinde

    Seguem-se, agora, os nomes das vítimas mortais das freguesias valonguenses: Campo (4) e Alfena (2).

    Da freguesia

    de Campo:

    1 - Cosme de Sousa Pinto, Soldado Caixeiro (n.º 10672667), era natural de Campo, foi mobilizado pelo Grupo de Companhias de Administração Militar, tendo seguido para Angola integrado no Pelotão de Intendência 1224/Batalhão de Caçadores 1908.Morreu de doença, no dia 20 de junho de1968 e está sepultado no Cemitério de Bitarães (Paredes).

    2 - Joaquim Ferreira Lima era natural do lugar da Retorta, freguesia de Campo. Soldado Apontador de Morteiro (n.º 05296265), foi mobilizado pelo Regimento de Infantaria 15, seguindo para Angola, no Pelotão de Morteiros 1034/Companhia de Artilharia. Morreu em combate, no dia 23 de janeiro de 1967 e está enterrado no cemitério Gago Coutinho, Moxico, campa 11.

    3 - José Francisco Fernandes de Sousa, do lugar de Vale Direito, freguesia de Campo, foi Soldado Atirador (n.º 12754069), da Companhia de Caçadores 2607/Batalhão de Caçadores 2889. Morreu em combate, em Angola, no dia 13 de setembro de 1970 e está enterrado no Cemitério de Sobrado.

    4 - Manuel de Almeida Nunes, de S. Martinho do Campo, foi 1.º Cabo Atirador (n.º 575/61), mobilizado pelo Regimento de Infantaria 7. Seguiu para Angola, integrado na Companhia de Caçadores 285/Batalhão de Caçadores 280. Morreu em combate, no dia 20 de junho de 1962 e está enterrado no Cemitério de Campo.

    Da freguesia

    de Alfena:

    1 - David Martins Machado, do lugar de Reguengo, foi Soldado de Infantaria (n.º 0148969), mobilizado pelo Regimento de Infantaria 2. Seguiu para Angola, sendo integrado na Companhia de Caçadores 2545/Batalhão de Caçadores 2878. Morreu em combate, no dia 10 de novembro de 1969 e foi enterrado no Cemitério de Alfena.

    2 - Diamantino Carneiro Maia, natural do lugar de Alfena, foi Soldado Sapador (n.º 09484171), mobilizado pelo Regimento de Infantaria 1. Foi para Moçambique, integrado no Batalhão de Caçadores/Companhia de Comando e Serviços, tendo morrido em combate, no dia 13 de julho de 1972. Está enterrado no Cemitério da freguesia de Alfena.

    (Continua no próximo número)

    Por: Manuel Augusto Dias

     

    Outras Notícias

     

    este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu Este espaço pode ser seu
    © 2005 A Voz de Ermesinde - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
    Comentários sobre o site: webmaster@domdigital.pt.